palhocense.jpg

Sem Perder do Ritmo - Edição 553 - 01/09/16

01 Setembro 2016 13:30:51

20160829-Coletiva-ClaudineiOliveira-AndréPalmaRibeiro.jpg

CHEGANDO
O técnico Claudinei Oliveira está chegando ao Avaí em meio a uma competição equilibrada e difícil e terá que conhecer os jogadores com o campeonato em andamento. Isso acontece porque a diretoria avaiana não teve coragem de demitir o técnico Silas, depois da goleada sofrida para o Brasil de Pelotas. Após esse jogo, a Série B teve uma parada de 18 dias para os Jogos Olímpicos. Teria sido o tempo suficiente para o novo treinador trabalhar o grupo. Claudinei Oliveira estreou com vitória, com futebol pobre, é verdade, mas os três pontos foram muito importantes. Acho que o treinador precisa mudar um pouco a sua ideia de time para o Avaí, não se pode jogar com apenas um jogador de marcação no meio, mesmo porque, Marquinhos Santos está voltando de um longo tempo de inatividade e não poderá ficar se desgastando tentando correr atrás dos adversários. O Avaí necessita de um maior poder de marcação, deixando a função de armação para quem sabe, ou seja, Marquinhos.


ELE É O CARA
Depois de duas vitórias sensacionais contra Flamengo e Santos, o técnico interino Tuca Guimarães deverá ser efetivado no comando do Figueirense, principalmente após a partida na Vila Belmiro, quando o atacante Rafael Moura declarou que os jogadores solicitaram para a diretoria que Tuca Guimarães fosse efetivado. Escrevo antes de saber o resultado do jogo de volta pela Sul-americana, contra o Flamengo, mas se todos os jogadores fecharam com o treinador, que assim seja.


DEVENDO
Alguns jogadores que foram contratados por Avaí e Figueirense no começo da temporada estão devendo futebol para as sua torcidas e, principalmente, para as diretorias. Na Ressacada, João Felipe e João Paulo chegaram cheios de cartaz e acabaram decepcionando. Já no Scarpelli, a dívida está nas mãos do meio campo Ortega. Não sei como eles não ficam vermelhos na hora de receber os salários.   


SALÁRIOS
Conheço bem o presidente do Avaí, Francisco Batistoti, e sei o quanto ele está trabalhando para botar a casa em ordem. A herança recebida da diretoria anterior foi terrível em termos financeiros: um time sem receita e sem crédito. Agora que o campeonato da Série B começa a chegar em uma fase decisiva, em termos de classificação, o clube volta a ter dificuldades com salários atrasados. É preciso que aqueles que se dizem avaianos e têm condições de ajudar de alguma forma, se juntem a atual diretoria. Depois que a coisa melhorar, não adianta aparecer com um sorriso na cara e os famosos tapinhas nas costas.


CRISE
Segundo informações vindas do Sul do estado, o Criciúma vive uma crise fora de campo, e atinge diretamente os jogadores. Fala-se em pedágio para jogar. Sinceramente eu não sei bem o que significa isso, mas desconfio, principalmente conhecendo o mundo da bola e dos empresários. O Tigre já esteve bem melhor na competição, mas quando a coisa não encaixa dentro e fora de campo, dificilmente o objetivo é alcançado.


SAI BRUXA
Para as torcidas da capital que estão abandonando Avaí e Figueirense. A paixão parece ter ficado no passado.

Imagens


logo palhocense.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina