palhocense.jpg

Por Dentro do Ringue - Edição 573 - 26/01/17

26 Janeiro 2017 09:55:58

16178390_10155415792394879_4654675187900459094_o-696x464.jpg.jpeg

Das cinzas
Após uma aposentadoria forjada pelo UFC, o falastrão Chael Sonnen volta a lutar, só que dessa vez foi no Bellator. A luta aconteceu nesse último sábado, durante a edição de número 170 da franquia.
A luta foi curta e com começo explosivo. Tito conseguiu reverter a situação adversa e finalizar Sonnen.
Tito Ortiz não competia desde o segundo semestre de 2015, quando foi derrotado por Liam McGeary no Bellator 142: Dynamite 1. Após o triunfo sobre Chael Sonnen, Tito Ortiz anunciou o final de sua carreira, agora se aposentando de verdade.
O brasileiro Ralek Gracie também fez sua estreia no evento. Ex-Dream e fundador do evento de grappling Metamoris, o integrante da lendária família do jiu-jitsu protagonizou uma luta decepcionante, com nível técnico bem abaixo do que esperávamos. O brazuca não conseguiu derrubar o adversário e fazer seu jogo de luta de solo em sua postura, como não sabia trocar socos e chutes, veio a derrota. O peso-pena Chinzo Machida, irmão do ícone meio-pesado do UFC Lyoto Machida, conseguiu belíssimo nocaute contra o americano Jamar Ocampo no terceiro round. O outro brasileiro em ação, Guilherme “Bomba” Vasconcellos, derrotou John Mercurio via nocaute e conseguiu sua segunda vitória na organização americana.

 

Cigano disputa título
O card do UFC 211, que ocorrerá no dia 13 de maio, em Dallas, terá o atual campeão dos pesos-pesados Stipe Miocic - aquele velho conhecido dos brasileiros que derrotou Fabricio Werdun aqui em Curitiba. O americano retorna aos cages contra o velho conhecido Júnior dos Santos.
Ambos já se enfrentaram em dezembro de 2014, no combate principal do UFC on Fox 13. O brasileiro, na oportunidade, levou a melhor e se tornou um dos dois únicos atletas a derrotar o atual campeão.
Cigano vem de vitória contra o duríssimo Ben Rothwell, no UFC Croácia, e estava com luta marcada para enfrentar o holandês Stefan Struve, no UFN 105. Após lesão do “Gigante Stefan”, o UFC tentou encontrar um substituto para lutar contra Júnior Cigano, porém sem sucesso. Isso acabou levando a direção do UFC a promover Cigano ao posto de desafiante ao cinturão. Não podemos esquecer que ele é um ex-campeão dos pesos pesados.
Já Stipe busca trilhar caminho rumo ao recorde de três defesas de cinturão nos pesados. Tendo conquistado o cinturão contra Werdum, no UFC 198, e feito sua primeira defesa contra Alistair Overeem, no UFC 203, ele tem pela frente a revanche e a oportunidade de fazer história.


logo palhocense.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina