palhocense.jpg

Opinião do leitor - Edição 585 - 20/04/17

20 Abril 2017 14:42:42

Moradores de rua
Estou indo a Palhoça diariamente e estou vendo que cada vez mais está multiplicando a quantidade de moradores de rua ao entorno da Igreja, em frente à Praça Central. Inúmeros moradores deitados no chão, sujando as vias; não caberia à Prefeitura alguma solução? E quase todo dia vem alguns me pedir dinheiro, dizendo ser para comprar comida, mas sabemos que não é para se alimentar. Não me custo dar R$ 1,00 ou R$ 2,00 para uma pessoa saciar sua fome, mas pegam dinheiros e muitas vezes vão comprar ¨pinga¨.

Luiz Fernando Martins 
(Pelo Facebook)


Lixeiras na praia
Desde a semana retrasada notei a falta de lixeiras na Praia da Pinheira. Torço para que elas tenham sido roubadas, pois isso é um fato imprevisível. Não quero acreditar que elas tenham sido retiradas pela Prefeitura, pois isso só seria fruto de algum administrador público que tenha o cérebro no dedão do pé. A praia tem movimento o ano todo, seja de moradores locais ou de turistas (principalmente nos feriadões). Onde eles vão colocar o seu lixo? Tal medida só incentiva o acúmulo de lixo na praia e afasta os turistas que, por ventura, venham nos visitar. É impossível incentivar um turismo de qualidade com estas medidas!

Luiz Fernando Rech Chaves 
(Pelo Site)


Moradores de rua - o que fazer?
Ver quem são, de onde são, se são dependentes químicos ou apenas pessoas que foram excluídas do sistema por não terem dinheiro. Dependendo de cada caso, mandar de volta pra cidade de origem, dar tratamento, ou meter na cadeia se forem foragidos...

Hugo Malagoli 
(Pelo Facebook)


Moradores de rua - o que fazer? I
Nunca vi tantos mendigos em Palhoça como estou vendo agora. Tem que fazer uma triagem... Saber de onde vêm, o porquê vem. 

Danilo Santino da Silva 
(Pelo Facebook)


Moradores de rua - o que fazer? II
A Secretaria da Assistência tem que fazer uma triagem, pois quase 100% vêm de outros municípios e ver o que essa gente faz durante o dia, pois à noite eles ficam na frente da matriz ou no extinto posto de atendimentos 24 horas ao lado do Comper. Então gente, quem não é desse município e não trabalha aqui. O que está fazendo aqui?

Claudete Martins 
(Pelo Facebook)


Violência na Enseada de Brito
Sou comerciante aqui da Enseada. Já estamos com três furtos nas costas, sem contar com outros companheiros de comércio. A pacata Enseada de Brito não é mais a mesma... Há vinte anos larguei o Estreito para criar meus filhos aqui, mas está ficando insustentável... De alguma forma estamos apavorados que pode resultar em uma alto defesa... #ENSEADAPEDINDOSOCORRO 

Flavio Marcia 
(Pelo Facebook)


Latrocínio na Enseada de Brito
Passei em frente à casa na hora e quando o Samu chegou, nada mais podia ser feito. Situação muito triste de se ver e a família em prantos. Onde vamos parar com tanta crueldade?

Eunice Santos 
(Pelo Facebook)


logo palhocense.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina