palhocense.jpg

O cerco está se fechando

20 Abril 2017 15:27:32

Por: Odílio José de Souza*

Fico feliz em ver que as matérias que tenho enviado ao jornal Palavra Palhocense, de certa forma, têm colaborado para não deixar que uma situação tão grave como a que envolve a antiga companhia Águas de Palhoça, hoje Samae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), que até pouco tempo era uma autarquia e que agora foi transformada em Secretaria Municipal de Água e Esgoto, não fique correndo pelo subterrâneo, no sentido de não manter o cidadão palhocense informado do andamento dos processos que estão tramitando sobre a mesma.
Haja vista a matéria do dia 17 de abril de 2017 que saiu em um jornal da Capital, onde aborda os desmandos da administração municipal com a água e o esgoto de Palhoça, e também as investigações sobre alguns contratos que envolvem a companhia (secretaria) com certas empresas privadas. São citados na matéria os nomes dos três últimos prefeitos de Palhoça: Ronério Heiderscheidt, Pitanta e o atual prefeito Camilo Pagani. Todos eles estão sendo investigados pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado) sobre as faturas pagas à empresa Raiz Soluções Inteligentes, no valor total de R$ 9.786.679,84. Nenhum dos três citados na matéria respondeu as perguntas feitas pelo repórter. As desculpas são as mais esfarrapadas possíveis, talvez tenham aprendido com os envolvidos na operação Lava Jato.
Ficarei atento ao desenrolar da questão.

* Ex-prefeito de Palhoça


logo palhocense.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina