palhocense.jpg

Não é o redesenho que preocupa

05 Abril 2017 23:51:14

Por: Gilberto Gonçalves*

O que preocupa alguns políticos de Palhoça é o fato de que com a mudança no desenho do Contorno Viário (conforme notícia veiculada pelo Palhocense na edição 582, publicada no dia 30/03, sob o título "Redesenho que preocupa"; veja na íntegra no link: goo.gl/rm6ynV) alguns terrenos que seriam desapropriados não serão mais. Isso sim preocupa quem quer ver esses terrenos desapropriados a custos milionários para atender interesses particulares.

Com tantos problemas que o Contorno causou aos moradores de Palhoça, o vereador só fala em um único ponto, o trevo do contorno com a BR-101; não está preocupado com mobilidade, fluxo de veículos ou com os moradores de Palhoça e usuários da BR-101 e do Contorno.
Na época das audiências públicas, houve grandes protestos dos moradores, e o "nobre" vereador negava que tinha assinado autorização para o Contorno (conforme entrevistas gravadas); engraçado que agora que as coisas já estão resolvidas e a população já se conformou (cansou de brigar, sem apoio dos políticos de Palhoça), ele enche a boca pra falar que foi ele quem assinou a autorização para o Contorno.
O vereador também esquece que quando assinou uma autorização para o Contorno passar pelo município de Palhoça, não existia projeto pronto, então, como ele sabe como seria o trevo do Contorno com a BR-101? Na época, ninguém sabia exatamente onde passaria o Contorno.
Se ele realmente estivesse preocupado com a população de Palhoça, por que brigou contra o projeto que ligava o Contorno Viário à BR-101 através da BR-282? Pela BR-282, o projeto seria mais barato, não teria impacto social com as centenas de desapropriações e ainda melhoraria a ligação das BRs 282 e 101, que têm filas diárias.
Para saber os verdadeiros motivos desta reclamação do vereador, é só consultar a empresa Autopista Litoral Sul sobre quem seriam os desapropriados no trecho final do Contorno e agora, com o redesenho, ficarão de fora da linha de desapropriação. 
Se não for isso, é porque o político deve ter um conhecimento muito superior ao dos engenheiros e projetistas da Autopista e da ANTT com relação ao melhor traçado e melhor formato de trevos para o Contorno Viário.

* Administrador


logo palhocense.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina