palhocense.jpg

Diante de ti mulher!

23 Março 2017 11:49:32

Estranho é sentir que no estranho
Algo belo pode estar escondido!
Uma gota de algo que pode ser medido
E o amor quase não tem tamanho...
                           
Te amo! Pois só teu amor me tem valido
Nessa batalha em que febril me assanho.
Considero-te tão minha e te ganho,
Com a sensação de ter te perdido...
                           
Eis agora o que é estranho, bizarro,
Como milagre, dum monte de barro:
Nasceste de uma costela! Oh! Eva...
                          
Estranho é sentir que meu paraíso,
Se eleva sublime com teu sorriso,
Por caminhos que só você me leva... 
Cidão França, músico e poeta


logo palhocense.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina