palhocense.jpg

Policial Rodoviário cria conto de terror para alertar motoristas da BR

19 Julho 2012 13:16:09

História que deve virar livro relata misteriosa descoberta de dois policiais no Morro dos Cavalos

Texto: Maria Júlia Manzi
Policial rodoviário criou conto que alerta sobre perigos de trecho palhocense da BR 101
Foto: Foto: Marcelo Bittencourt

A região do Morro dos Cavalos é conhecida por uma triste estatística: o grande número de acidentes de trânsito, muitas vezes fatais, que com frequência ocorrem na área. Como forma de despertar as pessoas para o cuidado que é preciso ter na direção ao passar pela região, o policial rodoviário federal Misael Souza encontrou uma alternativa bastante criativa: criar contos marcantes de terror policial.

“Quando há uma lenda, um folclore sobre determinada região, as pessoas passam por lá com uma pontinha de medo, o que as faz prestar mais atenção”, aposta Misael.

O seu primeiro conto, “Sacrifício na aldeia”, já está concluído e foi aprovado pelos companheiros de profissão, que se identificaram com as tristes cenas de retirada de corpos e pessoas feridas do local.  “Sacrifício na aldeia” conta a história de dois policiais que descobrem razões ocultas para o grande número de acidentes. Lutando contra bruxas e contando com o auxílio dos índios, a aldeia guarani vira cenário de algumas das passagens mais marcantes do conto.

“Futuramente quero lançar um livro com esse e outros contos. Por enquanto, quero submeter o conto a críticas, para que eu possa aprimorá-lo”, afirma o autor.

Enquanto o livro não sai, o policial rodoviário utiliza a internet - principalmente o facebook - como forma de divulgar o seu trabalho. Interessados em ter acesso ao conto podem solicitá-lo por e-mail, através do endereço: tacitus.nemesis@gmail.com


Orgulho de ser

catarinense

Além de Palhoça, outras cidades são citadas na história, pois um dos objetivos de Misael é dar destaque, através de seus contos, para os municípios catarinenses, de forma a valorizá-los. Afinal, Souza se diz apaixonado e muito orgulhoso de Santa Catarina, especialmente de Palhoça: “É um município catarinense por excelência, pois traz o que há de mais típico do Estado: a colonização açoriana, italiana e germânica. É também uma cidade lindíssima e, por isso, deveríamos ter mais orgulho de sua história!”.

Misael também aproveita a afinidade com a escrita para fazer algumas críticas sociais e passar aspectos culturais e filosóficos, decorrentes de sua formação em Direito e latim.


 

Imagens


logo palhocense.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina