palhocense.jpg

Uma simulação bem real

18 Maio 2017 08:25:58

Treinamento conjunto para casos de incêndio no complexo do Shopping ViaCatarina teve alto nível de profissionalismo

IMG_7417.JPG
Foto: LUCIANO SMANIOTO

Um treinamento conjunto com simulação de incêndio mobilizou Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, agentes de trânsito e da Defesa Civil de Palhoça, além dos integrantes da brigada de incêndio do complexo empresarial que envolve o Slaviero Hotel, o Shopping ViaCatarina e o Giassi Supermercados, na manhã da última sexta-feira (12).
A simulação ocorreu da forma mais real possível. Logo que foi detectado o suposto incêndio, na cozinha do hotel, os agentes envolvidos iniciaram a evacuação do prédio, incluindo hóspedes, que aderiram à operação voluntariamente. Os funcionários e hóspedes do hotel foram reunidos num estacionamento anexo, enquanto os Bombeiros combatiam o incêndio simulado, na cozinha, no andar térreo, com a ajuda da Defesa Civil e funcionários da brigada de incêndio.
Com muitas pessoas em volta, impulsionadas pela curiosidade, a Polícia Militar e os Agentes de Trânsito, fecharam a rua de acesso ao hotel, onde se posicionaram três viaturas do Corpo de Bombeiros e outras dos órgãos mobilizados. No roteiro da simulação, uma pessoa passa mal devido à inalação de fumaça do suposto incêndio na cozinha do hotel. A “vítima” é socorrida pelos bombeiros e deslocada para atendimento médico pelo helicóptero Arcanjo.
Júlio Marcelino, gerente operacional da Defesa Civil, aproveitou para repassar orientações sobre procedimentos emergenciais, em caso de fumaça ou vazamento de gás de cozinha em ambiente fechado. No caso da fumaça, explicou, para evitar intoxicação, o recomendável é o “rastejamento”, com a pessoa se posicionando o mais próximo possível do piso. Já em caso de vazamento de gás, o procedimento é diferente. Por ser mais pesado que o ar, o gás liquefeito de petróleo tende a se concentrar nos pontos mais altos do cômodo. “As pessoas muitas vezes erram: vazou gás em casa, vou abrir a janela, mas na verdade você tem que abrir as portas”, ensina.
Marcelino citou que a inalação de fumaça, geralmente produzida pela combustão de produtos inflamáveis, é a maior responsável por mortes em incêndios. Inclusive, a Sociedade Brasileira de Pneumologia revela que 77% das vítimas vão a óbito por inalação de fumaça e não por queimadura.
Como prevenção, o tenente Marcelo Pereira, do Corpo de Bombeiros, defende operações rotineiras de simulação de incêndio, como forma de treinar e entrosar as equipes disponíveis – geralmente, é realizada uma simulação por ano. No caso do Slaviero, a simulação serviu justamente para o entrosamento dos agentes oficiais com a brigada de incêndio do complexo empresarial. O processo de evacuação dos 12 andares do hotel durou menos de cinco minutos. “Considerando que é um prédio com 12 andares e a quantidade de hóspede que tinha, é uma marca excelente”, comenta o terceiro-sargento Claudio Luiz Andrade. 
Após a evacuação (todas as pessoas foram dirigidas a um estacionamento vizinho, que justamente seria o local de encontro em uma situação real), é feita uma contagem. “Se faltar alguém, tem que entrar pra fazer busca”, informa o tenente Pereira.
O gerente operacional do Shopping ViaCatarina, Moisés Antenor Dionísio, lembrou que a brigada de incêndio faz treinamentos rotineiramente, mas ressaltou a simulação porque permitiu uma ação com o Corpo de Bombeiros e outros órgãos públicos.
Funcionários e até hóspedes do hotel aplaudiram a simulação. O representante comercial Valdir da Silva, paulista em viagem de negócios na região, considerou o trabalho de prevenção “importantíssimo”. “Transmite segurança. Acordei um pouco mais cedo, com a mobilização, mas achei extremamente positivo”, comentou

 


logo palhocense.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina