palhocense.jpg

Mais de 19 mil tainhas capturadas na Pinheira

18 Maio 2017 08:46:23

18451473_1587782001252839_5238793065467049194_o.jpg
Foto: CARMEM LUCIA PEREIRA DOS SANTOS/CASSIO NICHNIG/MARC MÜLLER

A temporada da tainha no litoral palhocense começou com um festival de capturas: as redes capturando os peixes e das lentes dos fotógrafos, amadores ou não, capturando as mais belas imagens do ritual de pesca artesanal.
Na Pinheira, mais de 19 mil tainhas já foram capturadas! “Para nós está sendo bom demais. Já estamos há cinco anos sem matar nada e agora este ano veio bastante, sem a gente esperar. Estamos muito felizes, pois já estávamos há um tempo sem matar nada, só fazendo despesa sem ganhar nada. Este ano está joia, está beleza”, comenta o pescador Nicolau José Francisco.
Outro pescador nativo da Pinheira, Paulo, de 27 anos, comenta que quando chega a época da tainha, não são só os pescadores que entram fazem a festa a cada lanço bem sucedido. “A população local toda entra em festa, tanto homem, mulher ou criança. Todo mundo vem para a praia ajudar e ganhar peixe. Este ano está sendo muito bom. Acabou de começar a safra e já saímos na frente, comparando com outras praias. Não queremos competir, mas estamos bem felizes, pois fazia muito tempo que isso não acontecia de capturar bastante peixe”, reflete.
Denir Manoel de Matos, pescador no local há mais de 50 anos, concorda com os colegas. Ele projeta uma safra recorde. “A pesca da tainha para nós há cinco anos não pegávamos nada nem para as despesas do arrastão, remendo de rede e reforma da canoa. Este ano já capturamos mais de 19 mil peixes, um dos melhores anos, isso que começamos dia 1º e hoje é apenas dia 17! A previsão é que este ano vai bater o recorde na pesca da tainha. Ainda tem muito peixe pro Sul e a notícia é boa. Os barcos ainda não estão em cima no momento, então os peixes estão vindo à vontade e está muito bom”, pondera.


logo palhocense.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina