#renderColunaTopo($m.context.page.content)
#renderColunaEsquerda1($m.context.page.content) #renderColunaEsquerda2($m.context.page.content) #renderColunaDireita1($m.context.page.content) #renderColunaDireita2($m.context.page.content)

Consumidor Consciente - Edição 585 - 20/04/17

20 Abril 2017 15:32:34

O consumidor está mais consciente
Com o avanço da tecnologia, as empresas correm para acompanhar a velocidade da conscientização de todos nós, consumidores, principalmente quando nossos direitos forem desrespeitados. Nesse quarto de século, o consumidor passou a exercer mais efetivamente os seus direitos, recorrendo à crescente rede de canais de reclamação, como: Procons, Defensorias Públicas e Juizados Especiais Cíveis. 

Pós-venda
Problemas depois da venda acompanham comerciantes e fabricantes do mundo inteiro há gerações. Defeitos, falhas de serviço, atraso na entrega do produto ou na conclusão de um serviço e promessas que não puderam ser cumpridas são responsabilidade do fornecedor (que pode ser o comerciante ou o fabricante). Quando o consumidor adquire um produto, quase nunca a relação acaba no momento do pagamento e do seu recebimento. 
Tem que funcionar
Nada mais natural e justo do que todo adquirente de um produto ou de determinado serviço atenda exatamente à função que lhe é própria. Independentemente da garantia oferecida pelo fabricante, os produtos e serviços devem ser adequados aos fins a que se destinam, ou seja, deve funcionar bem, atender às justas expectativas do consumidor. Portanto, o produto é considerado impróprio ao consumo quando, por qualquer motivo, se revele inadequado. Juridicamente, fala-se que o produto possui vício ou defeito.
Todos somos consumidores!
Ricos, pobres, crianças, jovens, adultos, empregados, desempregados, excluídos, todos são consumidores. Até o recém-nascido é consumidor indireto, pelas mãos dos pais. O consumo está na roupa que vestimos, na torneira que abrimos na casa que habitamos e em qualquer modalidade de comportamento. Buscar o equilíbrio nas relações de consumo diante da pujança de grandes fornecedores não é tarefa fácil. 

logo palhocense.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina