palhocense.jpg

Beltrano - Edição 592 - 08/06/17

08 Junho 2017 11:30:15

Charge Beltrano 22.jpg

E se Palhoça adotasse o Cadastro Único (CU)?!
Extra! Extra!! O Antônho do Bidunga esteve na Câmara Municipal pedindo aos vereadores que introduzam em Palhoça aquela velha ideia do Cadastro Único, popularmente chamado por ele de CU.
O Antônho defende o CU aqui em Palhoça há muitos e muitos anos, porque, segundo ele, a medida substituiria todos os outros documentos: carteira de identidade, CPF, CPNJ, carteira de motorista, cartão de crédito, título de eleitor, carteira da Unimed, carteira de idoso... “Tudo seria colocado no CU”, defende ele.
Para se ter ideia de como seria esse cadastro, os CUs de nossos vereadores, secretários, prefeitos estariam à disposição do eleitor palhocense para qualquer consulta, pois o CU deles estaria numa rede. Se o Projeto de Lei passar na Câmara, como o Antônho quer, todos nós vamos ficar sabendo quais dos nossos políticos têm o CU sujo e até o que eles têm no CU! De acordo com o Antônho, alguns têm tanto rabo que nem caberia num CU só!
Imagine você se essa ideia dá certo! Podia até ser imitada pela Justiça Eleitoral na próxima campanha. Por exemplo: quando um candidato a deputado fosse à sua casa, você, amparado pela lei, vai poder pedir pra que ele mostre o CU pra você ver como é que ele é! Rá, rá, rá, rá...
Tudo seria muito mais transparente na política de Palhoça. No tocante aos cargos comissionados, todos poderiam saber quem indicou quem, na Prefa e na Câmara! Ééééééééé... Tão pensando o quê? Cada comissionado estaria claramente identificado no CU do partido, do vereador ou do prefeito. Tem vereador que teria, nos dias de hoje, mais de 20 indicações no CU! Já o pessoal do PMDB reclamaria que no CU do partido tem bem poucos, pois o Camilo não quis botar mais, alegando que o CU da Prefeitura já está cheio! Já na Câmara, teria vereador reclamando que no seu CU tem uns dois ou três, mas que precisava de muito mais! E, certamente, criticariam o presidente Fabinho Coelho, dizendo que só quer pro CU dele! Rá, rá, rá, rá...
Você já pensou como seria legal, se a Prefeitura adotasse o CU para acabar com a burocracia e assim melhorar a administração pública? Quando você fosse construir em Palhoça, a Prefa não precisaria pedir aquela batelada de documentos: habite-se, declarações, certidões, plantas, taxas, taxas e sobretaxas... Você só precisaria mostrar o seu CU na Secretaria de Receita e tudo estaria resolvido e aprovado num piscar de olho! Seria bom, inclusive, para a própria Prefeitura, que passaria a comprar com muito mais facilidade no comércio e na indústria da cidade, pois não precisaria de licitações, pregões e cartas-convites, bastaria o funcionário responsável pelas compras chegar para o fornecedor e dizer: “Coloque tudo no CU da Prefa”.
Como o Cadastro Único seria uma coisa nossa, genuinamente palhocense, inicialmente, você usaria o CU apenas para suas necessidades básicas, como pagar a conta de água da Samae, a Cosip, a taxa de lixo, o IPTU... Depois de certo tempo e já acostumado a usar o CU, você introduziria no seu cadastro outras necessidades, como por exemplo, requerer um empréstimo no Banco Itaú. Nesse caso, você só precisaria dar o CU para o gerente analisar. Se o seu CU for avantajado, acima da média, certamente o gerente vai disponibilizar a quantia compatível com o seu CU!
O CU também facilitaria sua vida no trânsito de Palhoça. Numa blitz dos agentes de trânsito, o CU seria usado para identificar o condutor e o automóvel, pois os dois fariam parte do mesmo CU! No caso de mandarem parar seu carro, você, prevenido, esperaria os agentes de trânsito com o CU na mão e não com o celular! E mesmo se você for multado por andar sem cinto ou parar em cima de uma calçada, mesmo rapidinho, tranquilamente, com educação, você pode mandar colocar a multa no CU! É tão bom, que se você for parado numa blitz policial, em vez de ter que mostrar aquela montoeira de documentos, vai mostrar apenas o CU para o policial! 
Como você pode perceber, a ideia do Antônho ajudaria até a segurança pública de Palhoça, pois os marginais saberiam que aqui poderiam ser facilmente reconhecidos pelo CU. Sendo assim, não invadiriam mais nossa Palhoça como estão invadido, pois já estaria comprovado que quem tivesse o CU teria medo!
Mas, toda essa história do Antônho me levou a fazer uma reflexão: será que o palhocense está preparado psicologicamente para usar o CU?! Se você acha que sim, comece a falar bem do CU pra todos os seus amigos, principalmente aos do Facebook! O Antônho me dizia que no início, a gente vai achar estranho, tanta gente pedindo o nosso CU, mas que isso não é motivo para desespero, pois a gente na verdade já está acostumado, depois de ter lá em Brasília o Sarney, o Lula, a Dilma e o Temer! Éééééé... é de rir, pra não chorar!

 

Imagens


logo palhocense.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina