palhocense.jpg
Auto Peças Palhoça 591 Site.jpg

Cartão Rosa - Edição 595 - 29/06/17

29 Junho 2017 13:42:06

jaque.jpg

O extraordinário
Dias destes um desses canais de televisão fechada estava discutindo números comparativos entre Cristiano Ronaldo e Pelé, querendo dizer que o português pode superar ao Rei do Futebol no futuro. Achei algo patético, pois o “gajo” jamais irá alcançar os números que Pelé conquistou. Para começar: Pelé conquistou três Copas do Mundo em quatro disputadas e fez 1.289 gols. Jogava numa época diferente em tudo em relação a hoje em dia. Eram diferentes os materiais, as bolas, os gramados e os truculentos marcadores. Vou parafrasear o grande Drummond: “o difícil, o extraordinário, não é fazer mil gols, como Pelé. É fazer um gol como Pelé.”


Insuperável
Lá se vão dez rodadas e ninguém consegue segurar o Corinthians até aqui. Nem mesmo o Grêmio, que está jogando um futebol vistoso, diante de uma imensa torcida a seu favor, na capital gaúcha, quebrou essa supremacia do Timão. O Corinthians não possui um super time, como um daqueles europeus, mas a união do grupo dentro e fora de campo faz da equipe, o clube mais eficiente da competição. Até aqui, não há como negar que o Corinthians é, disparado, o time mais eficaz deste certame. É o único invicto neste complicado Campeonato Brasileiro de Futebol.


Pai e filho
O futebol às vezes prega peças surpreendentes. A partida entre a Chapecoense e Atlético/MG foi uma mistura de prazer e dor, de sentimentos e amor entre dois profissionais. A noite de domingo, na Arena Condá, foi um momento especial para a família Mancini. De um lado estava Vagner, o pai, técnico da Chapecoense. Na zaga do Galo estava Matheus, o filho. Pai e filho fizeram um jogo que jamais imaginariam que iria acontecer em suas vidas. Ambos nos mesmo campo, só que em lados opostos. Venceu o filho.


Pra mudar
Quando todos esperavam mais uma derrota do Leão, quando menos se esperava, o time foi ao Rio de Janeiro e, em pleno Engenhão, sapecou 2 a 0 pra cima do Botafogo. Foi um jogo daqueles que podem mudar a trajetória do clube neste Brasileirão. O Alvinegro carioca foi melhor, dominou quase na sua totalidade a partida, teve mais posse de bola, finalizou mais, porém, não soube fazer os gols. Coisa que o camaronês Joel, que foi dispensado pelo próprio Botafogo por deficiência técnica, soube fazer. E fez dois! O Botafogo não só perdeu o jogo, como conseguiu consagrar o até então desconhecido goleiro Douglas, que teve uma bela noite.


O Paulo Lopes já passou?
Com o fim das operações das 12 linhas de ônibus, até então operadas pela Paulotur, na região da Grande Florianópolis, muitos desocupados, aposentados e outros interessados, que estão acostumados a se reunir em volta do balcão de uma venda ou bar estão ficando desnorteados. Isso porque para tomar a tradicional cachacinha, acompanhada de uma cervejinha e colocar as fofocas em dia a expressão mais usada era: “O Paulo Lopes já passou?”. Eu como bom entendedor do assunto, vou sempre esperar o Paulo Lopes no Bistrô do Dedé, na Ponte do Imaruim, para matar o bicho antes do almoço.


Partida emocionante
Desta vez o Figueirense entrou em campo com um time organizado e estruturado. O técnico Marcelo Cabo, aos poucos, vai achando um caminho para acertar a equipe e quem acabou pagando o pato foi o Londrina, na noite fria de terça-feira, quando o Alvinegro do Estreito venceu seu jogo por 3 a 1. O placar foi justo para o Figueirense que jogou melhor. Foi uma partida emocionante que agradou aos mais de 3,2 mil torcedores alvinegros que compareceram ao Orlando Scarpelli.


Pensamento do Bambi
Continuo, cada vez mais, convencido que o Brasil é um país abençoado por Deus, bonito por natureza e escangalhado pela cacalhada política.


Cartão rosa/vermelho

CARTÃO ROSA para a Choperia e Pastelaria Madri. Situado na principal avenida do Loteamento Madri, aquela casa vem mostrando ser uma das melhores choperias da Grande Florianópolis - em preço e qualidade de seus produtos. Vale a pena conferir.

CARTÃO VERMELHO para a situação calamitosa em que se encontra a rua Ubirajara da Luz, na Associação dos Pescadores, na Ponte do Imaruim. Aquela rua está entregue às traças: toda esburacada e com uma carcaça de automóvel queimado há mais de 30 dias atrapalhando o trânsito.


Drops da arquibancada
Jonatas Belusso e Ratão são dois jogadores que tiveram uma bela participação no Catarinão 2017 e que agora defendem outros clubes na Série B brasileira. São jogadores que caberiam muito bem por aqui. 
Dizem as más línguas, que se o Avaí perdesse seu jogo para o Botafogo, Claudinei Oliveira já ficaria no Rio de Janeiro mesmo. Será?
A vitória do Figueirense sobre o Londrina amaina um pouco o ambiente conturbado no Scarpelli. Mas, o torcedor não pode se iludir. A situação continua delicada.
Quem está vivendo uma terrível dor de cabeça é o treinador Vagner Mancini, na Chapecoense. Com uma sequência de maus resultados, Mancini pode se transformar de herói em vilão. Esta é a triste realidade do nosso futebol.
Demorou, mas, pelo jeito, apareceu duas belas peças para tentar tirar o Avaí da situação vexatória que se encontra no Brasileirão. O camaronês Joel e o goleiro Douglas são os caras na Ressacada. “Essi Avaí fásh coza”.


Legendas:

Quem andou trocando de idade nesta terça-feira (27), foi o grande padeiro da Everpan Adilson Alves. A coluna deseja muita saúde!


A belíssima gaúcha Jaqueline Gomes dos Santos, de 19 aninhos, moradora de São José, sendo clicada pelas lentes talentosas do fotógrafo Jomar Costa

Imagens


logo palhocense.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina