palhocense.jpg

Cartão Rosa - Edição 585 - 20/04/17

20 Abril 2017 16:08:32

beirao.jpg

Pensamento do Bambi
No Brasil, o governo é corrupto, a Justiça é uma bagunça, mas o crime é organizado.


Futebol decadente
Inter de Lages, Barroso e Metropolitano estão lutando desesperadamente para fugir da degola do Catarinão. Vou apostar minhas fichas nos times de Itajaí e Blumenau, que devem retornar para a Segundona Catarinense. Enquanto esses três clubes brigam para se manterem vivos, o certame segue, pobre tecnicamente, sem novidades, atendendo aos interesses da cartolagem da FCF e da emissora que detém os direitos de transmissão. Porque, enquanto estiver bom pra ela, tudo continuará do jeito que está. Essa fórmula é falida e a decadência do nosso futebol é gritante.


Boa contratação
O Figueirense está se movimentando para a disputa da Série B do Brasileirão de 2017. O Alvinegro anunciou oficialmente quatro reforços: o lateral Julinho, o meia Clébson e os atacantes João Antônio e Jorge Henrique. O principal nome entre os novos contratados é o de Jorge Henrique, que deixou o Vasco da Gama no início de abril. Com passagens destacadas por Corinthians e Botafogo, o atacante de 34 anos, pode fazer o torcedor alvinegro recordar do craque Edmundo, em 2005, que demorou a convencer que era um bom investimento. Mas quando convenceu, encheu o torcedor de desfastio.


Mais honestidade e menos malandragem
Infelizmente no futebol, assim como na vida real, querer cobrar honestidade de alguns jogadores é pura utopia. A grande maioria dos atletas não é de modo pleno probos. Seria muito bom para o bem do espetáculo se todos contribuíssem com um pouquinho de lealdade e menos esperteza, malandragens e outras ações desonestas. Seriam mais respeitáveis e dariam bons exemplos para o povo brasileiro, que não aguenta mais tanta sujeira. A atitude do zagueiro Rodrigo Caio, do São Paulo, que falou para o árbitro que foi ele quem pisou na perna do goleiro Renan, livrando o cartão amarelo ao atacante Jô, é digno de aplausos. Mas não deveria ser mais do que a obrigação.

 

Salão de conquistas
Pressupõe-se que quanto mais troféus e medalhas no salão de conquistas de um clube, maior seja o número de triunfos. E quanto mais triunfos, sabemos que são mais conquistas, paladinos e histórias. Os jogadores da Chapecoense que ergueram a Taça Sandro Pallaoro do segundo turno, estão de parabéns e merecem os reconhecimentos que retratam o tamanho desta instituição que se agiganta depois de uma tragédia na sua história. Agora é só esperar a grande final e, cada qual com sua credencial, para saber quem levara a taça de campeão para o seu salão de conquistas.


Bons jogadores
Dentre os poucos que se destacaram como bons jogadores neste Campeonato Catarinense eu destacaria o atacante Jonatas Belusso, do Brusque, artilheiro deste Catarinão e o meia Safira, do Almirante Barroso, que já foi eleito o craque da Segundona Catarinense em 2016. Dois bons jogadores que caberiam perfeitamente em um dos clubes da nossa capital.


Recheado de histórias
O Campeonato Catarinense de 2017 será decidido entre Avaí e Chapecoense. Esse é um confronto decisivo recheado de histórias desde 1977. Pelo conjunto da obra, o Verdão do Oeste leva uma certa vantagem sobre o time da capital. É um time em franco crescimento, terá a maioria da torcida a seu favor, e o que é melhor: levou a decisão para a Arena Conda, em Chapecó. Mas, se o Leão fizer um bom resultado no primeiro jogo, na Ressacada, não se iludam, porque esse Avaí já fez e ainda poderá fazer muita coisa. É bom não subestimar esse Leão.


Cartão rosa/vermelho

CARTÃO ROSA para o nosso bom amigo Serginho Beirão, que irá inaugurar nesta sexta-feira (21) a Beirão Futebol  Society, na Ponte do Imaruim (próximo à garagem da Jotur) com muito futebol, comida e pagode da melhor qualidade.
CARTÃO VERMELHO para o trânsito infernal que os palhocenses estão submetidos quando ocorre qualquer lentidão na BR 101. É só dar alguma encrenca naquela rodovia para uma grande quantidade de motoristas desviarem por dentro de Palhoça, complicando ainda mais o nosso complicado trânsito urbano.


Drops da arquibancada
A final da Taça Rio, entre Vasco e Botafogo, no Engenhão, deu prejuízo para os dois clubes. Com uma renda de R$ 532 mil, sendo que a FERJ levou R$ 50 mil e o aluguel do estádio de R$ 200 mil, cada clube ficou com mais de R$ 58 mil no prejuízo.
A Ponte Preta deu um grande exemplo de que não existe aqueles “bichos papões” no futebol brasileiro. A Macaca compacta e atrevida dominou o poderoso Palmeiras de cabo a rabo.
Willian Pottker, atacante que foi criado nas bases do Figueirense, é um dos comandantes da boa campanha da Ponte Preta neste Paulistão. O time de Campinas tem tudo para ser um dos finalistas do Campeonato Paulista. E dizer que ele saiu daqui praticamente de graça.
A derrota do Avaí para o Almirante Barroso, um dos lanternas deste campeonato, dentro da Ressacada, não foi muito bem digerida por Claudinei Oliveira, que soltou cobras e lagartos dentro do seu vestiário logo após o jogo. O clima ficou pesado!


Legendas:

Serginho Beirão vai inaugurar a sua quadra de gramado sintético - a Beirão Society, na Ponte do Imaruim, próximo à garagem da Jotur, nesta sexta-feira (21). A partir das 10h vai ter muito futebol, comida boa e pagode de primeira. Todos estão convidados!

Para a alegria do esposo Roberto, dos filhos, Jaqueline e Ruan, familiares e amigos, quem andou comemorando mais um aniversário nesta terça-feira (18), foi a senhora Katia, da Ponte do Imaruim. A coluna deseja muita saúde!

Imagens


logo palhocense.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina